HA 421 Brando Qual Coro Celeste

421 – Brando Qual Coro Celeste – Hinário Adventista

f f f a# a g f d | Branco qual coro celeste,
d# d# d# g f d# d | Vem-nos de longe um rumor:
d d d d d# f g a# | Voz de suspiro e de alento,
f f f f g a a# | Voz inefável de amor.
f f f f e d# g a# | Eia, que após tempestades,
a a a a a# g f | Vem a bonança embalar
a# a# a# a# a g f a# | O coração pertubado,
f f f f d# c la1# | Dando-lhe calma sem par.

CORO:
f g a a# | Oh, doce voz
a a# C a# C D a# | Que me vem embalar!
g a a# f | Meu coração,
g a# a g a a# | Vem Senhor, confortar.

f f f a# a g f d | Se no crepúsc’lo da tarde,
d# d# d# g f d# d | Podes adiante enxergar
d d d d d# f g a# | Lá no profundo das trevas,
f f f f g a a# | Vais ver a estrela a brilhar.
f f f f e d# g a# | Se vindo as trevas da noite,
a a a a a# g f | Tens porventura temor,
a# a# a# a# a g f a# | Não desanimes que logo
f f f f d# c la1# | Há de brilhar o alvor.

f f f a# a g f d | E se nas lutas da vida,
d# d# d# g f d# d | Sentes tristeza e dor,
d d d d d# f g a# | Há de raiar novo dia
f f f f g a a# | Cheio de luz e dulçor.
f f f f e d# g a# | Eternamente com Cristo,
a a a a a# g f | Vamos a paz desfrutar,
a# a# a# a# a g f a# | E alegria perene
f f f f d# c la1# | Hemos de ter lá no lar.

Comments